Big Breasted Blonde Amateurs
«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
sexta-feira, 31 de outubro de 2008
Fascínio por José Muñoz
Há coisas que me fascinam e eu não consigo explicar porquê.
José Muñoz é um desses casos.

Etiquetas:

quinta-feira, 30 de outubro de 2008
Esperam-se melhoras
Este blogue anda oficialmente sonolento...

Etiquetas:

terça-feira, 28 de outubro de 2008
Cesariny não morreu. Foi assassinado. Saiba toda a verdade
Para o grande Gonçalo, que isto há mais do que uma maneira de matar saudades



video

Etiquetas:

Experiência, um, dois, três


A pensar que sou melhor do que o Mário Viegas.
Pensamentos...

Etiquetas:

segunda-feira, 27 de outubro de 2008
Sincero agradecimento
Confesso que fui reler as minhas palavras e não o vejo assim tão meritório, mas muito obrigado Pitucha.

Etiquetas:

Da Weasel
Quarta feira todo eu irei tremer na interpretação poética na letra de uma das músicas do grupo supracitado.
Isto já se faz de tudo para cativar a juventude, é o que é.

Etiquetas:

domingo, 26 de outubro de 2008
Imagens
Há imagens que não me saiem da cabeça:
umas encontram-se no fundo da cabeça, outras surgiram como que por acaso e foram parar ao fundo da minha máquina.
Este é um desses casos.
Vi muita gente assim.
À beira da estrada, esperando infinitamente uma Hiace que nem sempre parava. As pessoas, essas, pareciam muitas vezes fantasmas.
Alegres, mas fantasmas.

Etiquetas:

Há quanto tempo não tinha o record uma capa alusiva ao FCP?
sexta-feira, 24 de outubro de 2008
Boas práticas
A mãe do Cristiano Ronaldo ganhou um prémio de boa mãe.
Se tiver um filho, despacho-o para as escolas do sporting mal nasça.
E depois quero ver quem é que bate isto.

Etiquetas:

Eles regressaram em força
Aqui fica a minha humilde homenagem ao mais recente trabalho dos Kaiser Chiefs, pelas mãos de Artemisia Gentileschi:

Etiquetas: ,

quinta-feira, 23 de outubro de 2008
Fabuloso!
Num projecto de leitura que tenho estado a orientar numa turma de 1º ciclo (6 a 8 anos) resolvi abordar os Direitos Inalienáveis do Leitor de Daniel Pennac.
Estarei eu louco ou apenas a condenar toda uma geração à eterna infelicidade literária?
Não julguei que não me questionei isto mesmo vezes e vezes sem conta.
Convicto, decidi avançar.
Hoje dei os primeiros dois: O direito de não ler e o de saltar páginas. Explicações, mais explicações, conceitos abstractos, putos a pensarem na morte da bezerra e a desejarem inconscientemente que me caísse uma toupeira em cima.
No fim da "aula" e depois do início de um livro em versão folhetim do século XIX, eis que chega um miúdo ao pé de mim e confessa-me com ar sábio:
- Pedro, tens que dizer àquele senhor francês dos direitos, que há mais um: o direito de pensar no que vai acontecer a seguir.
Fiquei parvo (mais ainda).
Neste preciso momento em que vos escrevo devo estar mais ansioso pela aula da próxima semana do que muitos deles.

Etiquetas:

Livro da Semana

E a internet? É boa ou má?

Enquanto blogger mais ou menos assumido a resposta parece surgir de forma mais ou menos óbvia.

Contudo, The Cult of the Amateur, do britânico Andrew Keen veio-me levantar algumas questões mais ou menos importantes.

A perspectiva quase apocalíptica da forma desvirtuante como a internet tem sido usada e a maneira como isso está a conduzir à ruína completa da nossa sociedade e da nossa cultura quase que se assemelha aos sermões baptistas a anunciarem o fim dos tempos.

Se bem que esse radicalismo seja necessário, de forma a garantir o impacto das suas palavras e intentos, temos igualmente que puxar do nosso sentido crítico e tirarmos aquilo que nos faz falta e sentido.

Mas uma coisa é certa: é-nos impossível ficarmos indiferentes a ele, num misto de revolta e pleno acordo. E só por aí, já tem um imenso mérito.


8/10

Etiquetas:

Quartas à noite
As minhas noites de quarta-feira ganharam novo ânimo: Casino Royal na fatal RTP Memória.
Para (re)viver de lágrima ao canto do olho.

Etiquetas:

terça-feira, 21 de outubro de 2008
Ele voltou e a minha vida voltou a ver o sol

Embora não seja o seu melhor álbum (ou talvez ainda não o tenha ouvido o suficiente) Thomas Fersen regressou como só ele sabe com Trois Petits Tours.

A ouvir em modo non-stop.

Etiquetas:

segunda-feira, 20 de outubro de 2008
Puro prazer
Digam lá que não poderia ser um Bandarra
Ainda um dia hei-de voltar a ver o Benfica campeão...

Etiquetas:

sábado, 18 de outubro de 2008
A não perder
O fantástico inquérito que está a ser levado a cabo por uma das mais dinâmicas associações culturais deste nosso país com sede em Coimbra.
O primeiro entrevistado (vítima) foi Frederico Lourenço.
A confirmar e conferir aqui

Etiquetas:

sexta-feira, 17 de outubro de 2008
Compreensão
Peço oficialmente desculpa a todos os leitores deste blogue, mas a rubrica Livro da Semana irá estar assim meio intermitente nos próximos tempos devido a compromissos académicos.
De resto, continuará a sua normal mediocridade.
Agradecido.

Etiquetas:

quinta-feira, 16 de outubro de 2008
Not feeling particularly blue
Tirada numa verdadeira sentimental journey momentos antes da despedida do Gonzie

Etiquetas:

Mais críticas também não!
Quem me dera que a selecção crescesse tanto quanto as previsões de crescimento da economia que o nosso orçamento de estado prevê para o próximo ano.
Acho que bastava isso.

Etiquetas:

quarta-feira, 15 de outubro de 2008
Is it the end of the world as we know it?
terça-feira, 14 de outubro de 2008
Não preciso de mais indirectas
Depois de uma hora de amigável jogatana de futebol, percebi que o facto de me ter alheado da actividade desportiva de forma regular nestes últimos meses, fizeram com que descobrisse que tenho músculos que desconhecia.
Dois golos casuísticos, alguns passes surpreendentes (puro engano) e uma capacidade física de fazer inveja ao Michael Thomas em fim de carreira foram pontos positivos.
Clara falta de motivação física para correr ao fim de trinta minutos, uma displicência ofensiva digna do Nuno Gomes na época passada e um desejo quase incontrolável de beber uma cerveja sentado no sofá brilham no lado negativo.
Espero apenas sobreviver a esta noite de forma a conseguir arrastar-me até à biblioteca amanhã de manhã.

Etiquetas:

Ler em Outubro
Após ter conseguido levar de vencida o medo que a capa da Ler de Outubro impôs na minha pessoa (que isto de ter um morto a olhar na minha direcção a rir-se é coisa que me faz alguma confusão), dou-me de caras com o fabuloso artigo de Rogério Casanova e o seu encontro com Martin Amis.
Depois de ter limpo as lágrimas, senti um calafrio gelado a percorrer-me o corpo:
Comigo teria acontecido precisamente o mesmo (se não pior).

Etiquetas:

Desgosto amargurado ou o desmesurado poder das palavras
Na habitual rotina de fim de semana, pergunto à minha conjuge de quem é que o Pulido Valente disse mal na sua igualmente habitual crónica.
De todos nós, responde.
Ofendido, pego no Público e leio rapidamente a crónica.
Era verdade!
No entanto restou no fundo do meu coração uma pequena ponta de dignidade humana ao me aperceber que não foi ele tão azedo ou mortífero quanto com o Sousa Tavares.
Como me sinto contente em ser uma pessoa humilde.

Etiquetas: ,

segunda-feira, 13 de outubro de 2008
A 13 de Outubro
E como hoje é dia 13 de Outubro, delicio-me com a banda sonora que o Rodrigo Leão fez para o documentário do António Barreto.
Há coisas que só fazem sentido em certos dias...

Etiquetas:

domingo, 12 de outubro de 2008
Será por isso?...
que Lisboa hoje estava chovosamente vazia?
Enquanto magotes de pessoas acorriam a Fátima para antecipar a celebração do milagre (revitalização económica de uma terra perdida no limiar do Ribatejo) de amanhã, eu vivi um verdadeiro momento de exagese intelectual com a exposição dos desenhos dos escritores.
Breton, Kerouac, Ginsberg, Appollinaire e tantos outros, com uma particular nota de destaque para isto:


O facto de não se pagar conseguiu fazer esquecer em mim o facto de Belém estar pejado de espanhóis e a moedinha de euro que dei à arrumadora de serviço.

Etiquetas:

sexta-feira, 10 de outubro de 2008
Another one bites the dust
E lá está:
eis que nesta sexta-feira que Deus quis que fosse de sol, surgiu o meu primeiro artigo na Orgia Literária.
Confiram, mas apenas se quiserem.

Etiquetas:

quinta-feira, 9 de outubro de 2008
Lá estará a França orgulhosa
Livro da Semana

Não consigo não gostar de Nick Hornby.

Lembro-me que me foi "apresentado" ainda na Faculdade (saudosa Avenida de Berna a que ainda hoje irei regressar) pela Marta e que desde então já li tudo o que tinha a ler dele.

Assim que saíu o Slam, corri para a FNAC mais próxima e procurei-o. Encontrei a versão paperback, folheei-a de imediato e pensei de mim para mim que não o iria comprar, pois tenho que começar a controlar estes meus impulsos. Finalmente uma atitude digna desse nome e de um jovem todo moderno como às vezes acho que sou.

Quando passei pela caixa para pagar um cd e o Crime do Irvine Welsh (com o qual me delicio presentemente), não é que vinha agarrado na minha mão o do Nick Hornby.

"Agora também não vou voltar atrás", pensei.

Lá paguei o livro e o levei para casa com um carinho sem igual.

Assim que possível comecei a lê-lo. Um skater... e logo eu que até nem gosto de tal prática (inabilidade e traumas passados é o que é).

Mas não foi difícil entrar na narrativa. O humor, a simplicidade da linguagem que sempre esconde piadas inteligentes e a forma como nos toca é impressionante. Acojonante, como diriam os espanhóis.

Quando dei por mim já o tinha acabado de ler, entre grunhidos mais ou menos prenunciados de verdadeiro bom humor, capazes de incomodar outros leitores mais sisudos.


Muito bom, ou apenas ele.



9/10

Etiquetas:

quarta-feira, 8 de outubro de 2008
Como ameaça chover, dedico-me à poesia
Poetry is the supreme fiction, madame.
Take the moral law and make a nave of it
And from the nave build haunted heaven. Thus,
The conscience is converted into palms,
Like windy citherns hankering for hymns.
We agree in principle. That's clear. But take
The opposing law and make a peristyle,
And from the peristyle project a masque
Beyond the planets. Thus, our bawdiness,
Unpurged by epitaph, indulged at last,
Is equally converted into palms,
Squiggling like saxophones. And palm for palm,
Madame, we are where we began. Allow,
Therefore, that in the planetary scene
Your disaffected flagellants, well-stuffed,
Smacking their muzzy bellies in parade,
Proud of such novelties of the sublime,
Such tink and tank and tunk-a-tunk-tunk,
May, merely may, madame, whip from themselves
A jovial hullabaloo among the spheres.
This will make widows wince. But fictive things
Wink as they will. Wink most when widows wince.

Wallace Stevens

Etiquetas:

Gosto sempre daqueles livros que trazem o minimo de informação possível sobre o seu autor, pois obriga-nos a ir à procura, a querer saber mais, mesmo quando ainda não sabemos se vale a pena.
Felizmente já passei por esse moroso processo com este senhor há já uns anos, mas vejam lá se não tenho razão:

Irvine Welsh is the author of nine previous works of fiction, most recently If you liked school, you'll love work. He lives in Dublin.

Quase dá vontade de pedir os meus 15€ de volta. + os 10% da FNAC.

Etiquetas:

terça-feira, 7 de outubro de 2008
E eu a pensar que era do Scolari
Não consigo esconder uma certa tristeza por não ter voltado a ser convocado para a Selecção Nacional.

Etiquetas:

segunda-feira, 6 de outubro de 2008
Top 10 aposta de acordo com a Ladbrokes
Claudio Magris 3/1
Adonis 4/1
Amos Oz 5/1
Joyce Carol Oates 5/1
Philip Roth 5/1
Don DeLillo 7/1
Haruki Murakami 7/1
Les Murray 7/1
Yves Bonnefoy 10/1
Inger Christensen 14/1
Jean Marie Gustav Le Clezio 14/1
Michael Ondaatje 14/1
Thomas Pynchon 14/1

Etiquetas:

De certa menira eu amo este país
Foi na Figueira da Foz? (A minha falta de interesse em ser ou fornecer alguma informação concreta neste blogue chega a ser assustadora)
Fechou um pólo da Independente e os alunos, zangados e frustrados por verem tantos meses de propinas a irem água abaixo e a terem os seus futuros ainda mais hipotecados resolveram ir manifestar-se. Estão no seu pleno direito. Eu seria capaz de fazer o mesmo. Mas onde se foram manifestar?
À porta da reitoria da dita faculdade? Junto ao Ministério do Ensino Superior? Não, junto à Câmara Municipal, que apenas tem responsabilidades ao nível do Ensino Básico.
Aparentemente não chegaram a aprender grande coisa nessa tal universidade. Mas chegaram, contudo, a apre(e)nder a mensagem generalizada (bem sei que é um termo duvidoso, mas que querem que vos faça?) de responsabilização das autarquias por tudo o que de mau acontece neste país.
Descentralização, chamo-lhe eu.

Etiquetas:

sábado, 4 de outubro de 2008
Spam
Confesso que sinto um certo prazer em abrir a minha caixa de correio electrónico e deparar-me com uma série de ofertas numa série de idiomas dos quais apenas conheço o nome dos 3 jogadores mais internacionais (sendo que os mesmos jogam todos em Inglaterra).

Fica aqui o meu sentido agradecimento à Premiership por tornar este nosso mundo mais pequeno e compreensível.

Etiquetas:

sexta-feira, 3 de outubro de 2008
Já cá canta/toca

Apenas posso garantir que são eles mesmo. Para o melhor e para o pior.

Etiquetas:

Impressionante ou a mudança dos tempos
De todos hoje recomendados pela Y, não me apetece ler nenhum.

Etiquetas:

quinta-feira, 2 de outubro de 2008
Livro da semana

Pede o Luís Graça neste livro, que o leitor mais ou menos audaz deste seu livro (que tem um título grande demais para que o tenha que escrever vezes sem conta no espaço que se segue) escreva uma pequena resenha ao mesmo.
E é isso mesmo que estou a fazer.
Como já deixei expresso algures neste blogue, este é um livro impossível de ler devagar. Tem que se devorar, absorver cada instante pois a mistura de sátira com policial faz lembrar bons velhos tempos em que se podia beber cerveja numa esplanada em copos de vidro.
E como são contos e assim sempre defendo, se não estivermos a gostar de um, podemos sempre passar para o seguinte, se bem que ache difícil fazê-lo.
Coisas negativas, deixa cá ver...
Um pouco de exagero, mas que não sei até onde é que se poderá assumir enquanto tal, pois tudo parece estar miraculosamente calculado. E conhecendo, pouco, como conheço o Luís, não duvido que tenha sido tudo calculado ao mais ínfimo pormenor.
E isso faz-me querer não ser escritor.
Leiam, caso consigam arranjar.
O meu exemplar seguirá para os Estados Unidos dentro de 24h.

8/10

Etiquetas:

quarta-feira, 1 de outubro de 2008
Isto é o que chamo de abada

More football highlights at fcfootballblog.com


Suspeito que se o adversário fosse o Benfica teriam entrado todas, incluindo aquela na cabeça do Helton, versão bater na cabeça do Quim, na barra e no pé do Maxi Pereira antes de cruzar a linha de golo de forma parcimoniosa.
Às vezes faz falta, caros amigos portistas...

Etiquetas:

Ghandi?
Gostaria de chamar a atenção para este fabuloso artigo que "só" conseguiu pôr em causa um dos meus mitos de adolescência provinciana.

Etiquetas:

Tormentos matinais
Ando atormentado com uma questão de ritmo narrativo.
Apesar de andar meio afogado em trabalho, consegui devorar o livro do Luís Graça e beber o Slam do Nick Hornby mais rápido do que um copo de água em pleno verão.
Isto há coisas levadas da breca!

Etiquetas:

Greve?
Enquanto me sentir endividado para com a sociedade nunca farei greve.

Também assim será enquanto muitas outras coisas se mantiverem as mesmas - consequência directa de ter visto o noticiário logo pela manhã.

Etiquetas:

Hihera.com