Big Breasted Blonde Amateurs
«Cada ratinha tem o seu mistério e desvendar uma não quer dizer que percebemos o mistério total», Puchkine, Diário Secreto
segunda-feira, 31 de março de 2008
Do hotel
Chegar às 2 das manhã à Cidade da Praia e não ter o transfer lá.


Caos! Pânico!


De todo o lado havia taxistas demasiado solícitos e crianças "bagageiro".


Por entre o caos lá consegui chegar ao hotel são e salvo, pagando 1000 escudos (o saudosismo da nossa antiga moeda era atenuado pelo evidente pânico que me tinha invadido) e percorrer os cerca de quatro quilómetros que me separavam.

Completamente agastado, fui recebido por um local afazer lembrar o Hotel Ruanda e que não meavisou que no dia seguinte, dia de Páscoa, me esperava a equipa do Interclube de Angola no Hotel.

Para os mais atentos seguidores da lides futebolísticas não será de espantar que conheci um dos meus heróis da adolescência encarnada: Mozer, que não hesitou em insistir comigo para me dar um autógrafo.

A muito esforço, lá o concedi, porque as fériasd são isto mesmo: descontração.

Etiquetas:

sábado, 29 de março de 2008
Stá tud dret!
Uff, por onde começar?
Regressei. É um facto.
Um pouco mais moreno e com uma barba de uma semana por fazer e imensas vivências que por si só dariam um blogue.
Do ritmo dos mercados, à condução quase insana, passando pela enorme musicalidade do crioulo e nunca esquecendo uma gastronomia fenomenal, venho por este meio propor uma série de fotos nos próximos tempos que demonstrem porque é fácil uma pessoa sentir-se apaixonada por Cabo Verde.
Podem sair do vosso lugar, mas voltem que vai valer a pena.

Etiquetas:

sábado, 22 de março de 2008
Até para a semana!
quinta-feira, 20 de março de 2008
Livro da Semana

Depois de me ter deliciado com o Senhor Valéry, eis que o imenso mercado de livros infantis conhece pequenas adaptações da mesma saga, capazes de deliciar o mais desatento dos leitores.
De facto, é uma manobra extremamente inteligente e mesmo de algum charme do senhor Gonçalo M. Tavares, que, com base num dos textos que constituem o livro original, conseguiu um livro bastante bom para os mais novos.
Já as ilustrações da Rachel Caiano são ainda melhores do que as do livro original e sou capaz de passar imenso tempo a dissecar cada uma delas.
Por defeito profissional, irei mesmo "adoptar" o livro de maneira a que o possa promover num futuro mais ou menos distante. Ou seja: 2 de Abril - Dia internacional do Livro Infantil.
8/10

Etiquetas:

Pequenas diferenças
Depois de ter visto todos os golos da 28ª jornada do Calcio, sinto que o futebol até é um espectáculo agradável à vista.

Etiquetas:

quarta-feira, 19 de março de 2008
Para que servem as férias
Acabei agora a segunda parte de as Benevolentes e que se assume como a maior de todas.
Como lá fora continua a chover desalmadamente, penso em preparar mais uma caneca de chá e continuar desenfreadamente.

Etiquetas:

A Verdade e nada mais do que a Verdade
De certa maneira sinto que a minha viagem a Cabo Verde apenas serve para retificar espiritualmente o acordo ortográfico.

Etiquetas:

segunda-feira, 17 de março de 2008
workaholic
Acordar de férias e saber que posso ir trabalhar às horas que me apetecer.

Etiquetas:

domingo, 16 de março de 2008
Ponto da situação
Faltam cerca de 600 páginas

Etiquetas:

sexta-feira, 14 de março de 2008
Blogues de referência
Há blogues sem os quais não consigo viver.


Durante muitos anos cultivou-se a imagem quase poética de que ler o jornal ao pequeno-almoço era sinal de sucesso e de um certo bem-estar social de quem sabe e tem a certeza do que o espera ao longo do dia.

Essa imagem tem, para mim, sido recorrentemente reforçada com a épica imagem do Ginsberg também ele a ler o jornal ao pequeno-almoço. Aqui, temos tudo o que basta para nos fazer felizes durante uma boa meia-hora que pode mudar radicalmente o nosso dia: café, luz natural e um croissant.

Mas hoje os tempos já mudaram e eu só me sinto verdadeiramente preparado para encarar o dia depois de consultar os meus blogues de referência. Depois desses preciosos 15m, sinto-me preparado para responder a qualquer questão e pronto a conhecer um pouco mais o mundo que me rodeia e que crio dia após dia nesta biblioteca alentejana onde trabalho.

Todos eles se encontram aqui na barra lateral e aconselho uma leitura mais ou menos atenta. Nem que seja por entre o café e croissant da manhã.

Etiquetas:

quinta-feira, 13 de março de 2008
Livro da Semana


Se bem que na semana passada me tenha voltado a esquecer de aqui colocar de forma solene o livro da semana, esta semana tal já não acontece.

Isto porque à medida que vou debulhando as Benevolentes recorro mentalmente ao que o Primo Levi viveu e brilhantemente descreveu no livro desta semana.

A II Guerra entrou assim na minha vida quase sem pedir licença e de forma bastante marcante. Se por acaso ficar subitamente deprimido, creio que todos saberão porquê.

Mas falando do Primo Levi, com quem me estriei neste livro:
as descrições são brutais e mesmo incomodativas. Contudo, a possível exploração plítica, sobretudo através da esquerda encolorizada. Não duvido que já o tenham feito e que talvez ainda o continuem a fazer.

Apesar disso, acho que vale bastante a pena ler, mas com moderação.

8/10

Etiquetas:

Eleições
Há falta de interesse na nossa política, vibro com as vitórias do Obama e de Zapatero.
Apesar do que possa parecer, mantenho as minhas convicções profundamente conservadoras.



PS- Ouvi dizer que o Benfica se despediu quase sem honra da Taça UEFA, mas prefiro não falar mais sobre isso.

Etiquetas:

quarta-feira, 12 de março de 2008
Parlamento Europeu
Depois de ter tido a minha caixa de correio electrónico verdadeiramente invadida por professores irados em relação ao artigo do Rangel, que estudou noutros tempos e que faz uma análise do presente com base noutros valores, sei agora que oParlamento Europeu faz 50 anos.
Que divertido, que fascinante!
A verdade é que só aos 21 é que se deram as primeiras eleições para os seus membros (maioridade?) e que hoje qualquer ex-autarca\ministro\secretário de estado (riscar o que não interessa) se pela por um lugar no cinzento de Bruxelas pois é ideia comum que é bastante melhor do que este nosso sol peninsular.
Enfim... estamos todos de parabéns por sermos europeus!

Etiquetas:

segunda-feira, 10 de março de 2008
10 km - Canal - Grândola
As fotografias não estão necessariamente ordenadas apenas porque não estive para isso.





































Etiquetas:

sábado, 8 de março de 2008
Ligeira troca de amores
Daqui para aqui, com a vantagem de agora estar muito mais perto.
Creio que o ditado será qualquer coisa como "Longe da vista, longe do coração"...
Esperem comentários às fantásticas e quase infindáveis "mezclas" que oferecem.

Etiquetas:

Desafio irreal
Queria apenas ouvir de alguém a voz humana que me prometesse ler todos os vencedores do Prémio Goncourt (vá, podem ser só os dos últimos 16 anos) nos próximos dois meses e não tentasse pelo menos cometer um pequeno genocídio ou promover um suicídio colectivo num monte alentejano.

Etiquetas:

sexta-feira, 7 de março de 2008
Coisas deste alentejo onde vivo

Etiquetas:

Under pressure
Voltarei a este blogue mais depressa do que os Cure a Portugal.

Etiquetas:

quarta-feira, 5 de março de 2008
Há dias de trabalho assim...
terça-feira, 4 de março de 2008
Repetição de Domingo
E para a Taça lá teremos mais um mau jogo de futebol... ou assim espero eu.

Etiquetas:

Mazgani
Depois de uma leve incursão na FNAC Chiado, já cá canta o primeiro álbum dos Mazgani que se está a revelar bastante bom e que me tem causado um evidente prazer às minhas papilas auditivas.

Etiquetas:

Mais Darjeeling para a manhã


Digam lá que esta imagem pela manhã não parece muito entusiasmadora?

A verdade é que o trabalho quase escravo que a colheita de chá implica é bem capaz de nos retirar todas as nossas ilusões.

O darjeeling golden dragon okayti tem aquele travo típico do darjeeling acompanhado por um sabor mais adocicado e até levemente frutado, o que acaba por o desviar dos típicos caminhos austeros do norte da Índia.

Falo-vos, pois, de um darjeeling especial e que deve ser bebido em manhãs obscuras de uma primavera que ameaça e tarda em romper.

6/10

Etiquetas:

segunda-feira, 3 de março de 2008
Público-alvo 10-15 anos
Em vésperas de tentar fazer uma qualquer acção que apenas dure 45m (devidos aos dramáticos e exigentes horários escolares) e que vise promover nas crianças o gosto pela leitura, lembro-me inevitável dos direitos do Pennac; (1. O direito de não ler. 2. O direito de saltar páginas. 3. O direito de não acabar um livro. 4. O direito de reler. 5. O direito de ler não importa o quê. 6. O direito de amar os “heróis” dos romances. 7. O direito de ler não importa onde. 8. O direito de saltar de livro em livro. 9. O direito de ler em voz alta. 10. O direito de não falar do que se leu.) e de On the Road de Kerouac que talvez não sirva de exemplo para as pobres vítimas que ainda estarão para descobrir o fascínio das mulheres, já para não falar do resto.
Drama!
Horror!
Esperam-me algumas longas horas de uma doce e lenta agonia enquanto me tento mentalizar de que não posso desgraçar ainda mais aquelas alminhas afastando-as definitivamente da literatura e dos seus mundos.
Enquanto me vou deixando consumir neste fogo morno, aproveito para lançar uma nova corrente a alguns dos bloggers quem eu muito estimo e que elejam um livro por cada direito.
Darei o exemplo já em seguida e proponho este desafio ao Filipe Leitão; Filipe Faria; Pitucha(porque é um blogue feminino); Gonçalo Veiga e ao João Gaspar:

1. O direito de não ler. – Paraíso Perdido – John Milton
2. O direito de saltar páginas. – Guerra e Paz – Leo Tolstói
3. O direito de não acabar um livro. - Ulisses – James Joyce
4. O direito de reler. – Catch in The Rye –J. D. Salinger
5. O direito de ler não importa o quê. – Se isto é um Homem – Primo Levi
6. O direito de amar os “heróis” dos romances. – Corto Maltese – Hugo Pratt
7. O direito de ler não importa onde. – Enquanto subo no elevador
8. O direito de saltar de livro em livro. – Embora só costume ler um de cada vez, vou intercalando com leitura de poemas avulso
9. O direito de ler em voz alta. – That’s my job!
10. O direito de não falar do que se leu. - OK

Etiquetas: ,

He's back!
Depois de desconfiadamente e até quase de forma incrédula ter visto anunciado o regresso de um dos incontornáveis mestres da boa música, encontro-me neste momento em pleno êxtase ao som de Dig, Lazarus, dig!
Este senhor merece muito, ah pois merece.
Sobretudo pela forma como ele tem tratado os nossos ouvidos.
Desta feita não irei ainda colocar nenhum tipo de nota pois ainda é cedo, mas podem acreditar que o farei num futuro mais ou menos próximo.

Etiquetas:

WW II
Depois de um Levi aquecimento, entrei a fundo na leitura das Benevolentes.
Com tanta II Guerra, espero pelo menos ficar profundamente deprimido.

Etiquetas:

sábado, 1 de março de 2008
O senhor que se segue...
Hihera.com